top of page

Transtornos Mentais e Mediunidade

Por: Glauco Garcia



26/05/2024 | 10:45


*** A beleza da Umbanda está na imensa variedade de doutrinas e trabalhos espirituais, na dúvida quanto a nossa opinião, converse com seus Dirigentes e sigam o que for o entendimento de sua casa espiritual***


O tema de hoje é pra lá de polêmico! Dado que diversas “verdades” são ditas como verdades absolutas quando muito poucos são os que podem diferenciar as peculiaridades de cada caso. Nesta oportunidade, falaremos de Transtornos Mentais e Mediunidade.



Meus irmãos, a loucura e a mediunidade caminham de mãos dadas, uma vez que estas podem muitas das vezes serem confundidas, dado o atual grau de conhecimento humano sobre os assuntos da mente humana e da psiquiatria. Dirão muitos cientistas que toda e qualquer manifestação mediúnica é loucura e dirão muitos espíritas e espiritualistas que todas as manifestações de loucura são na verdade doenças do espírito e não da mateira. Podemos afirmar com certeza que ambos estão equivocados.


A Loucura pode ser baseada tão somente em defeitos de ordem física que são consequência de provações e falhas adquiridas por estes irmãos que ainda estão em evolução, como todos nós, e que devem cumprir a Leia de ação e reação, ou causa e efeito, ou do Karma como vocês prefiram chamar. Não existe ninguém neste mundo de provas e expiações que sofra por acaso. Embora já dito diversas vezes, nos cabe repetir uma vez mais, o Acaso não existe. Cada pessoa que sofre de qualquer mazela que seja o faz com a permissão e vontade de Deus. Nem por isso, a alta espiritualidade que está baseada na misericórdia divina e nos tantos espíritos que possuem afinidade com o irmão sofredor, deixará de interceder de maneira a amenizar suas dores, não se pode livrar um irmão do cárcere, mas se pode fazer com que este passe pela sua pena de maneira mais amena, sempre e quando este irmão se permita, quando busque através de sua fé e sempre e quando haja o merecimento.


Todos nós somos médiuns, uns com maior e outros com menor grau de intensidade. Foi perguntado aos espíritos no livro dos espíritos qual seria a influência desses em junto aos encarnados e a resposta foi: Total, de tal forma que sois de veras governados ou guiados pelos espíritos. Cabe a nós saber quem que queremos atrair para junto de nós a fim de que se defina quem irá guiar nosso caminho.


Todos os médiuns que visitem a algum médico ou a que compartilhem suas experiências com algum amigo ou ente familiar que não crê na vida após a morte será taxado de louco, pois é ainda muito limitado o conhecimento da sociedade, mas cabe ressaltar que já foi muito pior, muitos foram internados e existem relatos de tantos e tantos manicômios em que doentes do espirito eram tratados com fortes medicamentos e até mesmo com choques e outros tratamento mais agressivos, quando estes nada mais tinha que ir a um centro de Umbanda ou a uma casa espirita para receber a devida assistência.


Os transtornos mentais nada mais são que limitações impostas aos irmãos em evolução e estes devem sim ter acompanhamento espiritual mesmo quando seja de fato um problema da mateira pois estes irmãos são sempre alvo fáceis de seus inimigos espirituais ou de espíritos malignos que facilmente os manipulam por conta de sua paranoia ou qualquer outro distúrbio que tenham.


A Ciência já evoluiu muito e hoje já não trata somente os sintomas de loucura, que são facilmente simulados pelos transtornos espirituais, mas ainda carece de aceitação da comunicação entre os dois planos da vida. É bem verdade que a evolução planetária marcha e com isso mais e mais espíritos são enviados com a missão de mesclar a ciência com a espiritualidade, assim hoje já contamos com diversos médicos, psiquiatras, psicólogos e tantos outros cientistas com o conhecimento espiritual e muitos são também Médiuns. Vale ressaltar que já contamos também com hospitais, ditos manicômios, administrados por espiritas, como é o caso do Hospital fundado por Dona Modesta em Minas Gerais. Já falamos dela em encontros anteriores.


Como afirmamos, todos somos médiuns, alguns possuem missões e compromissos assumidos antes mesmo de encarnar e por isso, muitas das vezes, quando estão perdendo o foco são chamados pelos espíritos a sua razão, muitas das vezes somente entendemos quando esse chamado se faz de maneira contundente e severa, por isso tantas vozes são ouvidas e tantos pensamento fixos pulsam nas mentes dos médiuns que estão afastados de suas obrigações mediúnicas e espirituais.


Deus em sua infinita bondade, utiliza de todos os artifícios na busca de nossa evolução, muitos são os que encarnam com a sua limitação mental para que não façam mal uso de sua inteligência, outros abusaram e muito disso e geraram dependências em outros irmãos, por conta disso encarnam dentre aqueles aos quais possuem dividas e ficam totalmente dependentes destes, através dessas provas cada um dos envolvidos, quando de volta a vida espiritual, saberá valorar os sofrimentos a que impuseram aos seus semelhantes certamente pensaram duas vezes ante a tentação de cometer mais uma vez tal falha. Por tanto, não existe vilão e nem mocinho, todos são parte do mesmo enredo: hora no papel de vítima, hora no papel de verdugo.


A Loucura é uma doença intrigante e pode sim ser gerada através da influência espiritual, mas também pode ser gerada pelo próprio individuo quando este entra em processo de paranoia, culpa ou auto obsessão. A Loucura é muitas das vezes causada também por processos obsessivos ferrenhos, estes devem ser tratados pelos espíritos, afim de que se possa libertar o obsidiado e possibilitar ao que sofre desta uma recuperação rápida, antes que seja tarde demais... Nos conta Bezerra, que teve seu filho fortemente obsidiado, realmente tido como louco, que mesmo após a libertação do algoz a sua presa já não era mais possível o retorno à normalidade, pois após tantos ataques o cérebro de seu filho, ele já não seria mais o mesmo que antes, e o interessante é notar que neste caso, Doutor Bezerra fora advertido pelo próprio Obsessor.


Obsessores e Obsidiados são personagens de uma mesma trama, em que o primeiro, ainda que por pouco conhecimento das leis de Deus, se crê como vingador ou justiceiro, buscando reparação de faltas sofridas no passado, por isso temos que tratar os nossos sentimentos com muito equilíbrio quando envolvidos em trabalhos espirituais dessa natureza, pois se caso nos fora permito conhecer as histórias que envolvem tais tramas, muitas das vezes poderíamos dar razão ao ditos Vilões. Daí está a mágica da Mediunidade, do trabalho de desobsessão na Umbanda, que quando feito pelos Guias permitem a estes, seres muito mais evoluídos que nós, a não se “tocarem” imaturamente por qualquer lado da história e sim, ter a frieza e a caridade cristã de buscar libertar o que sofre atualmente, mas também de dar oportunidades, de dar caminhos aos que hoje se comportam como transgressores da lei de Deus.


Portanto, meus irmãos guardemos estes ensinamentos. Todo e qualquer transtorno mental deve ser tratado pelos médicos da terra e também devem ser encaminhados por amparo espiritual. Os irmãos que sofrem de tais transtornos, não são coitados, e por isso não devem ser tratados com pena, mas dada a situação atual são presa fácil, por tanto, o equilíbrio de suas energias, a correta harmonização de seus chacras, a palavra e a proteção dos nossos amados Guias, são parte crucial para o sucesso do tratamento, que em muitos casos não é possível alcançar a Cura, pois a mesma só chega no mundo espiritual, mas é possível alcançar o mínimo de equilíbrio para que este irmão enfermo possa ter uma vida mais próxima da normalidade.




Glauco Garcia - AxéNews

Glauco Garcia

Glauco Garcia - Nascido em familia fundadora do Centro Espirita Caminheiros do Alem (CECA-RJ) , tem a presença mediunica em toda sua familia desde que nasceu. Conheceu a Umbanda e é medium do Centro de Umbanda Caminhos de Aruanda (CUCA-RJ) desde 2014... [+ informações de Glauco Garcia]


Redes Sociais de Glauco Garcia

Comments


logo1.jpg
  • Instagram

Notícias e conteúdos do Axé

bottom of page