top of page

A Força de Oxóssi na Umbanda

Por: Filipi Brasil

Foto: Reprodução

20/01/2024 | 08:11


Na umbanda, Oxóssi é orixá das matas e de tudo que nela habita; senhor da expansão dos horizontes, da diplomacia, da fartura, da prosperidade, da caça, da estratégia, aquele que contempla o belo e a estética, o rei de Ketu, o patrono da linha dos caboclos. Oxóssi é considerado um dos pilares de sustentação em nossa religião. Assim, quando nos sentimentos perdidos, clamamos a Pai Oxóssi que com sua flecha certeira de luz nos guie rumo à concretização e à conquista das nossas metas e ideais, a fim de que a vitória se materialize em nossa vidas.



Alguns adeptos umbandistas, equivocadamente, dizem que Oxóssi não se manifesta nos terreiros de Umbanda. Todavia, esse é um ledo engano, pois cada caboclo ou cabocla manifestados, simbolizam a presença marcada de Oxóssi em sua multiplicidade. Os caboclos são sinônimos de disciplina, pujança, firmeza, assertividade, sendo hábeis doutrinadores de almas.


Assim, a retidão impressa pela presença dos falangeiros de Oxóssi, demonstra que há seriedade espiritual dos trabalhos do bem e na caridade. Cabe destacar que essa falange é constituída, tanto por caboclos de penas (ex.: Sete Flechas, Jurema, Pena Branca etc.), como, também, por caboclos de couro (ex.: Boiadeiros, Bugres, Capangueiros etc.). Dessa maneira, é muito comum observarmos o trabalho em conjunto dos caboclos e boiadeiros.

Essa falange é constituída por espíritos relacionados aos povos originários, sendo formada por guerreiros, caçadores, pajés e caciques das mais diferentes etnias, que viveram nas matas do Brasil ou de outros lugares do mundo. Quanto aos boiadeiros, são homens que tiveram experiência na lida com a terra, no trato com animais, por exemplo, tocadores de gado.


O dia atribuído a Oxóssi é 20 de janeiro, tendo o seu sincretismo com São Sebastião. A cor relacionada a esse orixá, é o verde, associado às matas; porém, isso pode variar de acordo com cada tradição. As oferendas são frutas, milho, amendoim, fumo de rolo, legumes, melado, vinho, charuto etc.


Independente de ser “na Bahia, São Jorge, no Rio, São Sebastião, Oxóssi é quem manda na banda do meu coração!”.


Saudamos a Pai Oxóssi, clamando as suas bênçãos em nossas vidas, pedindo que as folhas da Jurema nos descarreguem trazendo a vitalidade que necessitamos para seguir a nossa jornada evolutiva!


Oke, Arô, Oxóssi! Okê, Caboclo!



Filipi Brasil

Filipi Brasil é médium, escritor e estudioso da seara umbandista há mais de 25 anos. Sacerdote do Templo Espiritualista Aruanda, Filipi é também psicólogo, Mestre em Psicologia, especialista em Psicologia Transpessoal, além de ter MBA em Gestão pela Qualidade Total, em Educação Corporativa, e em Gestão de RH. Terapeuta Holístico, Filipi também tem formação em Coach, é consultor de RH e de Desenvolvimento Humano. Autor dos Livros Sob o Céu de Aruanda, Zé do Laço e Mariazinha, Filipi é também co-autor do livro As Cartas Ciganas e os Orixás.


Redes Sociais de Filipi Brasil:


Kommentare


bottom of page