top of page

Olorogum

Atualizado: 29 de abr.

Por: Tata Maganza Angelo de Katende

23/07/2023 | 10:18


Olorogum significa briga, guerra.

Esse termo foi criado por imposição católica á época do regime escravagista no Brasil, pelo forçamento dos padres jesuítas catequistas, como uma forma de descaracterizar a crença religiosa dos escravos, na tentativa de demonstrar que os santos católicos eram muito mais fortes e poderosos do que as deidades do panteão africano.


Àquela época, obrigaram os escravos acreditar que suas divindades eram demoníacas, de modo que no período da Quaresma, elas em reverência aos ditames do cristianismo por homenagem a Jesus, voltavam para a África, terra dos homens negros vistos como uma sub raça (inumanos), portanto, sem alma e sem direito de ascender ao céu


Assim sendo, aos poucos foram conduzindo os escravos ao enfraquecimento moral, destituíndo entre a grande maioria deles, os anseios pela libertação, aceitando inicialmente a idéia de que os santos católicos eram deuses e as divindades africanas eram demônios.


Os povos Fon Yorubá (chamados no Brasil de povo Jeje) traduzido como forasteiros mal quistos, últimos aqui chegados , já no regime meieiro do Feudalismo e não mais do escravismo, adotaram com facilidade a ideia do Olorogun, que ainda nos dias atuais, continua aceito nos terreiros de Jeje.


A ideologia pregada naquela época, dizia que o BEM dos santos católicos, expurgava para a África, as divindades africanas, pois eram portadoras do mal e responsáveis pelo sofrimento daquele povo e assim, aos poucos foram os catequistas, dissiminando essa ideia entre os escravos, os tornando mais fáceis à dominação católica.


Criaram a premissa de que as divindades africanas, teriam permissão dos santos católico, para voltarem ao Brasil no.Sábado de Aleluia, para festejar a vitória católica sobre o mal.

Pouco a pouco, o Catolicismo Cristão foi impondo sua vontade sobre os escravos, com a aceitação de sua ideologia.


Assim surge o sincretismo das tradições africanas com os santos católicos, dando entender que o BEM subjulgou o MAL e, na falta de conhecimentos desses fatos, no Brasil, o OLOROGUN se torna uma importante festa em muitos terreiros (KWE) de origem "Fon/Jeje.


Infelizmente vemos no Candomblé (KONDOMBELE) "palavra de origem árabe, termo dado pelos mercadores árabes compradores de escravos, que significa "FESTA PROFANA DE NEGROS", mais uma forma de desmoralização às crenças dos africanos escravos, pois atualmente a grande maioria dos terreiros de "Candomblé", fazem seus calendários festivos nas datas dos santos católicos, demonstrando que ainda estão subjugados ao Cristianismo europeu, aceitando os parâmetros sincréticos impostos pela Igreja Católica.

Atualmente em grande parte dos territórios africanos, a ideologia de demonização das divindades das culturas e tradições religiosas das matrizes africanas, imposta pelo Islam e pela evangelização cristã, vem convertendo os adeptos do que chamamos no Brasil de Candomblé, para aquelas outras religiões, quando passsam crer, que estavam possuídos pelo mal demoníaco e somente com suas conversões as outras crenças, encontrarão suas supostas salvações.




Tata Maganza Angelo de Katende - AxéNews

Tata Maganza Angelo de Katende

Tata Maganza Angelo de Katende (Gejido Makoro)

Iniciado em 20/01/1954 pela Mam'etu Ndialemba Efoniry (Sra Jobina dos Santos) da MBUTU.(Nação Angola) NDANJI.(raiz) BATUGUENGUE), na INZO KASUTÉ ANGA KAIÁ, situado na época à rua Maximiliano de Figueiredo 29 - Bairro do Jacaré- RJ. Orientador espiritual de adultos e crianças. [+ informações de Tata Maganza Angelo de Katende]


Redes Sociais de Tata Maganza Angelo de Katende

Instagram

Commenti


bottom of page