top of page

Existente há 12 anos, projeto do Templo Escola Estrela Guia oferece atividades como terapias alternativas

A iniciativa integra o contexto da campanha 'Abril Verde'



01/05/2024 | 16:26


No conexto da campanha 'Abril Verde', o Templo Escola Estrela Guia, localizado em Campo Grande, na Zona Oeste, realiza sessões de aprendizado sobre o estudo da religião umbanda, com rodas de conversas, leituras e práticas. Realizada há 12 anos, a iniciativa busca auxiliar pessoas nas dores físicas, emocionais e espirituais.



"Quando entrei para a doutrina da umbanda, senti um forte desejo na busca pelo conhecimento e percebi algumas dificuldades nesse campo. Foi quando decidi me especializar para tornar esse espaço uma casa de estudos baseada na troca de conhecimentos. A partir daí, resolvi ministrar cursos de formação em áreas de terapias alternativas com encontros realizados que oferecem tratamentos alternativos de cura da mente, do corpo e da alma.", explica Marcia Torres, sacerdotisa e fundadora da instituição.


Vale destacar que no projeto algumas atividades são gratuitas e outras possuem um valor simbólico, dentre as quais estão desenvolvimento do sagrado feminino e mediúnicos, cursos de ervas, de baralho cigano, reick, terapia, além da presença de psicólogos. A ideia do Templo é também acolher pessoas no sentido do cuidado com o próximo por meio daqueles que buscam a conexão pela espiritualidade e em ligação com a natureza. Para outras informações sobre o projeto, basta acessar o instagram @templo_estrela.guia ou no telefone 21- 9 8881-9928.


É importante mencionar que todas as vítimas de racismo religioso ou intolerância religiosa podem fazer contato pelo Disque 100, canal de denúncias contra os direitos humanos do Governo Federal. É também recomendável procurar canais como a Ouvidoria de Direitos Humanos de cada estado, a Delegacia de Racismo e Crimes de Intolerância (presente em alguns estados), além da Defensoria Pública e o Ministério Público.

Comments


logo1.jpg
  • Instagram

Notícias e conteúdos do Axé

bottom of page